Conheça 4 dicas para adaptar um quarto para idosos

Adaptar um quarto para idosos tem cada vez mais se provado uma necessidade na rede hoteleira do Brasil, afinal, o número de idosos no país está em constante crescimento.

De acordo com o IBGE, a estimativa é que até 2060 as pessoas com mais de 65 anos representem 25,5% da população brasileira.

Essas pessoas ainda são economicamente ativas e, muitas vezes, por estarem aposentadas ou com condições melhores de vida, aproveitam para fazer frequentes passeios e viagens, sozinhas ou em grupo.

Ainda assim, diversos cuidados acabam sendo necessários para o cuidado com os mais velhos. 

Alguns elementos podem facilmente tornar um quarto mais adaptado para as necessidades desses clientes, tornando o estabelecimento muito mais atrativo para o mercado hoteleiro, que está em constante ascensão.

Em casas de repouso no tatuapé e outros bairros, por exemplo, já possuem toda a infra-estrutura necessária para a acomodação de idosos. 

Embora um hotel não precise de todas as especificações, consultar uma casa de repouso pode ser um excelente ponto de partida.

Neste artigo, trouxemos algumas dicas que vão auxiliar seu hotel a fazer as adaptações necessárias. Acompanhe!

Como fazer a adaptação de um quarto para idosos

Com essas dicas, é possível estabelecer quais quartos serão mais adequados para fazer a adequação, além de compreender as necessidades que o público idoso para atrair tais clientes em potencial para seu hotel:

1. Circulação

É ideal que os quartos adaptados para idosos possuam facilidade de circulação no ambiente. O caminho entre o quarto e o banheiro, por exemplo, não deve ter objetos, facilitando a chegada do hóspede de um cômodo a outro.

Caso haja um corredor entre os dois ambientes, o ideal é pensar em iluminação automatizada, com a utilização de sensores de movimento. 

Esse tipo de recurso é ideal para evitar acidentes em períodos de menor movimentação de funcionários, como o período noturno.

2. Acessibilidade

Os cômodos devem possuir equipamentos de acessibilidade para que o idoso sinta confiança em ficar sozinho enquanto caminha pelo hotel. Alças e barras nos banheiros, para auxiliar a movimentação, são um grande diferencial.

Um corrimão de ferro para escada interna também é um item de segurança que pode salvar vidas, caso haja uma escada entre algum dos ambientes do seu estabelecimento. 

Itens de segurança nunca são demais quando lidamos com um cliente de mais idade. 

3. Móveis

Alguns móveis requerem alguns cuidados especiais em um quarto adaptado. A mobília do local deve possuir cantos arredondados para, desta forma, impedir que não ocorram danos físicos caso haja um impacto entre o idoso e o móvel.

Além disso, outros itens do mobiliário e decoração requerem adaptações:

  • Camas com cabeceiras amplas;
  • Armários com iluminação interna;
  • Quinas de mesas e portas com protetores;
  • Cortinas ao invés de persianas.

Ademais, o colchão deve ser de tamanho adequado, o suficiente para que a pessoa não tenha dificuldades em colocar o pé no chão ao se sentar, e nem obstáculos para se levantar da cama.

4. Estrutura

A estrutura do local deve ser mantida pensando no bem-estar dos clientes, e isso se intensifica no caso de pessoas mais velhas.

Mantenha sempre os cômodos arejados, livres de mofo e ácaro, além da manutenção em dia. Sempre que possível, realize a  impermeabilização de laje antiga, entre outros reparos no seu hotel que podem fazer a diferença para seus clientes.

Com essas pequenas mudanças, seu estabelecimento estará pronto para aproveitar um público frequente, dedicado e muitas vezes fiel. 

Tratar bem um grupo da terceira idade pode ser a chave para manter seu estabelecimento recebendo novos clientes, normalmente indicados por aqueles que foram conquistados e tiveram suas necessidades satisfeitas no hotel.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Entenda o quanto é importante as sinalizações em um hotel

As sinalizações fazem parte de um conjunto de elementos gráficos que compõem a comunicação visual dos mais variados negócios, incluindo o ramo hoteleiro.

Os símbolos e os recursos imagéticos são os principais responsáveis pela transmissão dos valores e objetivos da marca, criando uma identidade visual adequada à missão da empresa – é a “cara” do negócio.

Para os meios de hospedagem, todo o projeto arquitetônico, a decoração, o logo e as sinalizações fazem parte da comunicação visual e, consequentemente, atuam no marketing hoteleiro, na prospecção de clientes e no diferencial competitivo do estabelecimento.

No artigo de hoje, entenda o quanto é importante as sinalizações em um hotel e saiba como usá-las da melhor forma na sua hospedagem. Acompanhe a leitura!

Por que os hotéis usam placas de sinalização?

Além de ajudar a transmitir os valores da empresa, as placas de sinalização são, muitas vezes, obrigatórias para alertar sobre condições de risco, perigo e orientação ao público. Alguns exemplos são:

  • Saídas de emergência;
  • Portas corta-fogo;
  • Perigo de incêndio;
  • Produtos perigosos;
  • Entre outros.

A sinalização horizontal para deficientes físicos também é necessária, uma vez que ela assegura o direito de vagas de estacionamento e outras condições fundamentais aos portadores de deficiência física.

Neste caso, a comunicação visual é padrão, visto que é preciso seguir as normas e os ícones universais, para que todos possam identificar rapidamente a informação.

Em conjunto a isso, também vale ressaltar a obrigatoriedade da sinalização de trânsito. Aqui, ela orienta a forma correta de fazer a pintura de faixa de estacionamento, por exemplo, de acordo com as leis de trânsito brasileiras.

Ou seja, cumprir corretamente as normas de sinalização de segurança, é uma forma do hotel demonstrar a sua preocupação com os hóspedes, garantindo toda a proteção e cumprimento de direitos.

Mas e a comunicação visual orientada ao marketing?

Fora as placas de sinalização obrigatória, o hotel também deve se concentrar na impressão e construção de elementos visuais que promovam a identificação da marca.

Para isso, vale a pena investir em objetos decorativos personalizados com o logo da hospedagem, como panos de prato, copos, jogos americanos, lençóis, guardanapos, entre outros acessórios que ajudam a fixar a empresa no imaginário dos clientes.

A própria pintura interna e externa do estabelecimento deve seguir um padrão de cores da identidade visual. Dessa forma, ao pintar a cobertura metálica para estacionamento, lembre-se de avaliar se a tonalidade se relaciona com toda comunicação da marca.

Quais as vantagens das sinalizações para hotéis?

A expressão “uma imagem vale mais do que mil palavras” reflete bem a importância das sinalizações e comunicação visual para o ramo hoteleiro.

Os elementos imagéticos conseguem transmitir uma informação de maneira objetiva, além de causar um grande impacto no público. Quando se acompanha o manual de identidade visual, os resultados são mais perceptíveis.

Assim, a audiência se aproxima da sua marca, através da identificação das sinalizações e elementos visuais. Entre outras vantagens da comunicação visual, destacam-se:

  • Reforço do branding e da autoridade de mercado;
  • Maior eficácia na atração de clientes;
  • Educa o consumidor sobre os valores da empresa;
  • Tem uma grande versatilidade de aplicações.

Por essa razão, os meios de hospedagem que desejam se destacar da concorrência devem começar investindo em sinalizações e uma excelente comunicação visual.

Conclusão

Muito além das placas de emergência e segurança, as sinalizações de um hotel envolvem todos os elementos visuais que ajudam a compor a identidade da marca e transmitir os valores da empresa no mercado.

Sendo assim, todos os hotéis que desejam obter destaque devem planejar uma comunicação visual assertiva e de excelência, pois ela será uma das principais responsáveis pelo marketing da empresa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como marketing é importante para o seu negócio?

Já não é mais segredo que o marketing é importante para qualquer tipo de negócio, pois ele ajuda a aumentar significativamente as vendas, colaborando para a sobrevivência das empresas, mesmo em períodos de crise.

Mas engana-se quem pensa que o marketing está restrito às vendas. 

Ao contrário, a estratégia envolve uma série de iniciativas que ajudam os empreendimentos a se destacarem perante a concorrência, além de construir uma imagem positiva do seu negócio.

Ou seja, longe de ser apenas uma mera propaganda de produtos e serviços, o marketing é responsável por gerar valor às pessoas, resultando em vendas.

Além disso, ele possibilita que o público entenda mais sobre a sua empresa, criando um relacionamento positivo entre a marca e a audiência.

No artigo de hoje, saiba mais sobre como o marketing é importante para o seu negócio, com destaque para o setor hoteleiro. Acompanhe a leitura!

A importância do marketing para hotéis

Um trabalho de marketing bem feito é responsável por evidenciar o seu hotel frente a concorrência, fazendo com que os consumidores percebam que estão sendo beneficiados com o que é oferecido pelo seu estabelecimento e, portanto, resolvam se hospedar.

Por isso, todos os detalhes são importantes: desde a confecção do totem informativo da entrada do hotel, até o trabalho de gerenciamento nas redes sociais.

Ou seja, o setor de marketing hoteleiro cuida de toda parte de divulgação, através de ações promocionais como pacotes de hospedagem, bem como assessoria de imprensa, parte institucional, conteúdos de propagandas, entre outros.

Com isso, o marketing para hotéis ajuda a aumentar a captação de potenciais clientes interessados no estabelecimento e, por conta disso, é fundamental para influenciar a tomada de decisão dos hóspedes.

Mas como fazer marketing para hotéis? Confira as dicas!

Há muitas formas de começar o marketing para o seu hotel. 

O primeiro passo é iniciar com um planejamento, detalhando quais ações são possíveis de serem executadas, conforme a disponibilidade do estabelecimento (como quantidade de dinheiro disponível para investimento, canais apropriados, etc).

Vale dizer que o marketing orienta até mesmo como será feito o paisagismo fachada, já que a padronização de cores e a identificação visual dos elementos de decoração também integram os projetos de divulgação em hotéis.

A seguir, confira algumas dicas de como fazer marketing hoteleiro.

1 – Defina o logo e a marca do seu hotel

A definição do logo e a marca do seu hotel irá ter consequências diretas em todas as iniciativas de marketing. 

Para construir essa imagem, lembre-se de:

  • Considerar a visão, missão e valores da empresa;
  • Usar cores chamativas e atrativas aos clientes;
  • Passar uma mensagem clara e objetiva;
  • Transmitir sentimentos positivos aos hóspedes.

Feito isso, é possível orientar como pintar o hotel e até mesmo como divulgar conteúdos.

2 – Evidencie os pontos positivos 

O marketing deve ressaltar as qualidades do seu hotel, por isso, se o estabelecimento conta com uma boa sinalização horizontal amarela, isso pode aparecer nos folders, redes sociais e sites da empresa.

3 – Esteja presente na internet

Hoje em dia, muito do marketing é feito online. 

Para os hotéis, vale a pena estar presente na internet, já que muitos viajantes procuram por meios de hospedagem diretamente em sites e redes sociais.

É uma forma de ampliar o nicho de atuação e prospectar mais clientes, além de oferecer informações valiosas ao público.

Conclusão

Gostou das dicas? Claro que há outras ações de marketing que podem ser empregadas na divulgação do seu hotel. 

O interessante é investir em iniciativas eficientes e acompanhar as tendências de mercado, fazendo com que a sua hospedagem se destaque em um mercado cada vez mais competitivo e exigente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.