Como movimentar o seu hotel mesmo em tempos de crise?

Em tempos de crise, a palavra-chave para qualquer negócio é reinventar-se. Para um hotel, assim como para outros estabelecimentos dos segmentos de viagens e lazer, isso é ainda mais importante.

Afinal, quando ocorre a diminuição da renda de uma família, é sabido que alguns tipos de atividades, que antes eram comuns, são cortadas ou pelo menos são menos acessadas do que anteriormente. 

Sendo assim, é indispensável que um hotel que queira manter-se em funcionamento encontre maneiras de atuar mesmo nesses momentos, com ações que podem conferir maior visibilidade ao espaço. 

Para entender melhor esse cenário, e como fazer para conseguir passar por períodos economicamente prejudicados, siga na leitura deste conteúdo e conheça dicas que podem contribuir para a movimentação do estabelecimento. 

Como funciona um hotel?

Os hotéis são espaços especializados em oferecer acomodações para pessoas que estão de passagem em uma cidade, e que precisarão estar ali por um determinado período.

Em geral, o estabelecimento trabalha com reservas, que podem ser feitas antecipadamente de acordo com a necessidade do hóspede. Outra alternativa é ir até o hotel e verificar a disponibilidade de quartos. 

Nesses locais, é possível encontrar uma série de facilidades, assim como itens que tornam a hospedagem mais confortável e segura. 

Para quem viaja com crianças, por exemplo, é indispensável optar por um hotel que tenha rede para varanda nas unidades. Além disso, há outras possibilidades:

  • Presença de piscinas; 
  • Serviço de quarto; 
  • Restaurante no local; 
  • Sistema de lavanderia.

Para manter toda a estrutura adequadamente conservada, o hotel precisa garantir a sua movimentação ideal, para que o faturamento atenda às necessidades do local. 

Mas, em tempos de crise, fazer com que o estabelecimento continue funcionando, exige empenho e estratégias capazes de atrair clientes e fidelizá-los. Por isso, é importante saber o que fazer nesses momentos. 

Movimentando o hotel em tempos de crise

Um hotel, assim como vários outros tipos de negócios, depende da presença de clientes adquirindo os seus serviços constantemente para a geração de receita, de onde sai os custos necessários para manter o funcionamento do local. 

Em momentos onde há retração econômica, é indispensável investir em novidades e possibilidades que tragam resultados para o local. 

1.Tenha um planejamento

Ter um planejamento é indispensável, independentemente do período que estamos passando. No caso dos hotéis, isso é ainda mais sério. Afinal, fora de altas temporadas, é comum que o movimento do estabelecimento caia. 

Por isso, é importante apostar em campanhas para divulgação do local, assim como apostar em frentes que tragam resultados, para que o local funcione normalmente durante todo o ano. 

2. Faça promoções

Preços baixos sempre foram um atrativo para o público. Sendo assim, é essencial oferecer promoções que possam atrair hóspedes, sendo eles clientes novos ou que já estiveram no local. 

Pode ser importante informar os descontos por e-mail marketing, nas redes sociais e no seu site. 

3. Invista em diferenciais

Os quartos do seu hotel possuem papel de parede 3d? Se a resposta for não, que tal inovar na decoração e oferecer espaços temáticos para atrair hóspedes para o local? 

Ao apostar em ações diferenciadas, o hotel ganha maior visibilidade no mercado e faz com que as pessoas queiram conhecer o espaço.

4. Divulgue o espaço

Em tempos de crise, é indispensável divulgar o seu hotel, para que mais pessoas saibam da existência dele. 

Sendo assim, não deixe de investir em anúncios com boas fotos, que mostrem desde a luminária para quarto, até o conforto da cama, apostando nos diferenciais do local. 

Ao utilizar essas estratégias, é possível manter o seu hotel movimentado mesmo em épocas difíceis, garantindo que ele mantenha-se de portas abertas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *